Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

UFAM lança atlas online com os objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU

Iniciativa é resultado de pesquisa de pós-doutorado e reúne  indicadores dos municípios do Amazonas, podendo ser usado para tomadas de decisões governamentais e alertar sobre realidades que precisam ser investigadas.

  • Publicado: Quarta, 29 de Maio de 2019, 23h35
  • Última atualização em Quinta, 04 de Julho de 2019, 12h43
imagem sem descrição.

A implementação de políticas públicas assertivas nos Estados e municípios como estratégia de desenvolvimento sustentável da região vai muito além do compromisso e da disposição de um gestor público. Conhecer a realidade social, cultural e econômica das famílias, a partir de dados críveis que atualmente estão inseridos nos mais diversos sistemas de acesso à informação, pode contribuir de forma exponencial para a compreensão das necessidades regionais e até servir de alerta para ocorrência de problemas graves.

Para auxiliar pesquisadores, gestores e o cidadão comum na consulta a esses dados, sobretudo a respeito da realidade dos municípios do Amazonas, a Universidade Federal do Amazonas (UFAM) por meio do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (PPGCASA) elaborou o Atlas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Amazonas – Atlas Ods Amazonas. 

A iniciativa reúne um conjunto de dados e indicadores sobre os municípios amazonenses, os quais determinam o status das metas presentes em cada um dos dezessete Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) até 2030.

Neste primeiro momento, o Atlas dos ODS Amazonas apresenta alguns indicadores (níveis de extrema pobreza, desmatamento, intoxicação por agrotóxico, entre outros) e prevê a adição, ao longo dos meses, de outras evidências, a partir do desenvolvimento da pesquisa na disciplina de Indicadores Socioambientais com alunos do referido programa. O conteúdo pode ser acessado no endereço www.atlasodsamazonas.ufam.edu.br.

“O Atlas é fruto de uma pesquisa de pós-doutorado e está materializado em uma plataforma digital de visualização de dados públicos e de fácil acesso para qualquer cidadão. A ferramenta de análise e visualização de dados utilizada é o Google Data Studio”, conforme explicou o coordenador da pesquisa, professor Doutor Henrique dos Santos Pereira.

Pereira destaca que os objetivos do estudo são diversos e começam pela necessidade de localização dos indicadores dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Ele lembra que a Organização das Nações Unidas define esse processo como fundamental para o início das transformações das realidades hoje existentes, já que o tratamento dos problemas e questões numa microgestão é facilitado quando se é comparado ao território dos países.

De acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD-ONU), uma revolução de dados deve ser promovida para contribuir com o acompanhamento e a realização dos ODS. Novamente, universidades, centros de pesquisa e até mesmo ONG´s e o setor privado, podem ajudar na tarefa de coletar, acompanhar e analisar os dados.

“A ONU centraliza os governos locais na agenda 2030, e acredita que eles devem incluir os ODS em suas estruturas políticas por meio de campanhas de comunicação e conscientização. Sendo assim, valorizando a estratégia adotada por cada município”, afirmou Pereira.

O professor reforça que por meio da pesquisa, o Atlas possibilita a priorização das necessidades de cada município, promove a governança cooperativa, onde setores da sociedade podem se informar melhor e colaborar com a gestão pública local; fornece elementos para justificar novas tomadas de decisão governamental; desenvolve conjunto de indicadores específicos para os territórios do Amazonas, possibilitando a identificação de casos de sucesso e também alertar para realidades que precisam ser investigadas.

Alertas

Um dos dados que já estão inseridos no Atlas dos ODS Amazonas e que chamou a atenção do pesquisador de pós-doc Doutor Danilo Egle Santos Barbosa, foi quanto ao número de casos de intoxicação por agrotóxico. Levantamento feito entre os anos de 2010 e 2017, com base nos dados extraídos do Sinan/DataSus do Ministério da Saúde, 3,8 mil casos de intoxicação foram notificados no Amazonas, dos quais 2,4 mil foram em Manaus, sendo 936 casos somente em 2015. Além da capital, os municípios de Itacoatiara (628 casos), Apuí (233), Manacapuru (150) e Tabatinga (116) lideram o ranking das cinco cidades com o maior número de casos de intoxicação por agrotóxicos, ao longo da série histórica.

“Esse dado na verdade acende um alerta para que o Governo tome medidas protetivas e controle a venda e utilização desse tipo de produto com vistas no impacto na saúde das pessoas”, afirmou Danilo ao revelar que vários outros alertas serão evidenciados pela plataforma digital.

Avaliação

De acordo com Danilo Egle, Phd em Plataformas Digitais pelas Universidades de Aveiro e do Porto, o Atlas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável no Amazonas prevê o lançamento de novos dados e indicadores todos os meses.

“Já temos dados sobre o desmatamento, saneamento, condição de extrema pobreza dos amazonenses, entre outros. Tudo está inserido em um único lugar. A plataforma será alimentada também de maneira colaborativa e as instituições podem nos ajudar a construir. Com isso, teremos condições de criar uma base estadual de dados para que seja desenvolvida uma governança cooperativa, contando com o apoio também da sociedade no desenvolvimento de soluções e iniciativas. Dessa forma, concluímos que quando se consegue entender dá para priorizar melhor as ações”, afirmou.

Além de Danilo Egle, o desenvolvimento da pesquisa e a elaboração do Atlas tem a participação da professora Suzy Cristina Pedroza da Silva, Doutora em Geociências Aplicadas pela Universidade de Brasília – UnB e do pesquisador no núcleo de Socioeconomia NUSEC da Ufam, Íkaro Maia da Silva.

 

Informações adicionais

Realização

Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

Centro de Ciências do Ambiente - UFAM (CCA-UFAM)

Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade (PPGCASA)

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD Brasil)

 

Parceiros

Governo do Amazonas

Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti)

Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM)

Associação Amazonense de Municípios (AAM)

Instituto Acariquara

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Amazonas)

Fundação Amazonas Sustentável (FAS)

 

Apoiadores

Núcleo de Socioeconomia da UFAM

Laboratório Multitemático - UFAM

Laboratório SocioAmbiental - UFAM

 

Contatos do Atlas dos ODS Amazonas

Site: www.atlasodsamazonas.ufam.edu.br

E-mail: atlasods@ufam.edu.br

Twitter: @atlasodsam

Facebook: /atlasodsamazonas

Instagram: @atlasodsam

registrado em:
Fim do conteúdo da página